Matérias sobre o tema: Estácio

SAAERJ alerta: Fusão dos Grupos Kroton e Estácio pode prejudicar trabalhadores

Nosso Sindicato já enviou ofícios a diversas autoridades para denunciar a transação

Preocupado com a situação dos trabalhadores se concretizada a aquisição da Estácio pela Kroton, o Sindicato já enviou ofícios às Comissões de Educação e Trabalho da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj); à Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal; à Comissão de Educação da Câmara dos Deputados; ao Ministério da Educação e Cultura (MEC) e também denúncia ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Nota da Comissão de Negociação sobre o Acordo Coletivo da Estácio de Sá

ACORDO COLETIVO DA ESTÁCIO DE SÁ

Embora a Comissão composta por funcionários da Instituição e Diretores do SAAE-RJ esteja envidando todos os esforços para solução desta demanda, o mesmo não vem ocorrendo por parte dos representantes da Estácio.
Nos resta, neste momento, emanar iniciativas de todo corpo técnico administrativo, representado por este Sindicato, para evidenciar o nosso descontentamento pela ação contumaz dos interlocutores da empresa em retardar nosso Acordo.
Sugerimos o envio de e-mail, ao setor de Recursos Humanos da empresa, registrando a preocupação individual pela não solução de nossas condições de trabalho para o período de março de 2016 a fevereiro de 2017.

Comissão de Negociação

SAAERJ não aceita limitação de reajuste salarial contraproposto pela Estácio

Após o Sindicato enviar minuta do Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017, a Estácio respondeu encaminhando sua contraproposta. Em uma demostração de boa vontade para o sucesso da negociação, o SAAERJ reconsiderou alguns itens, no entanto, não aceitou a limitação do reajuste pelo INPC até a faixa de R$ 4.000,00, como pretende a Universidade. O Sindicato propõe que a inflação integral seja reposta pelo menos até quem ganha R$ 8.614,40, mesma faixa já vigente no ano passado, devidamente corrigida.

Clique para ler a contraproposta da Estácio

Clique para ler a resposta do Sindicato