Matérias sobre o tema: Grupo Galileo

Processo de recuperação judicial do grupo Galileo não limita valores trabalhistas reclamados

Trabalhadores devem desconsiderar correspondências enviadas pela Galileo, UGF e Assespa

Ao tomar conhecimento das correspondências que vem sendo recebidas pelos auxiliares de administração escolar que trabalharam na Gama Filho e UniverCidade (Assespa), a presidência do Sindicato solicitou amplo parecer jurídico sobre a questão de falência e recuperação judicial. O pedido se baseou nas alegações do grupo Galileo de que, pelo fato de estar em recuperação judicial, haveria limite ou redução do valor dos créditos trabalhistas reclamados. Não há. De acordo com o parecer do departamento jurídico do SAAERJ trata-se de manobra para tumultuar o processo. O jurídico do Sindicato esclarece ainda que estar em recuperação judicial não suprime o direito de prosseguir em suas reclamatórias trabalhistas.

Clique para ler a íntegra do parecer

Mais uma penhora do grupo Galileo é autorizada

Em mais uma vitória do Sindicato, através do processo 0010798-36.2013.5.01.0026, a justiça autorizou a penhora de outra propriedade do grupo Galileo para o pagamento de verbas rescisórias, desta vez da Assespa, em imóvel localizado em Ipanema.