Matérias sobre o tema: Severino Sombra

fusve-750px

Sindicato chama trabalhadores da FUSVE para a defesa de seus direitos

Nosso Sindicato, legítimo representante dos Auxiliares de Administração Escolar da Fundação Educacional Severino Sombra – FUSVE, inclusive os lotados no Hospital Universitário, convoca os trabalhadores à defesa de seus direitos. Ao ignorar ilegalmente a correta representação sindical, a instituição está lesando seus funcionários. Leia o Comunicado abaixo e participe!

COMUNICADO AOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SEVERINO SOMBRA – FUSVE:

Considerando as últimas medidas adotadas pela FUSVE, no sentido de negar de forma arbitrária a representatividade do SAAE/RJ para parte de seus auxiliares de administração escolar (em especial para aqueles que laboram nas dependências de seu Hospital Universitário), aplicando norma coletiva diversa e homologando suas rescisões em entidade sindical que não os representa, impedindo, assim, o acesso desses obreiros a garantias previstas no instrumento verdadeiramente incidente e, ainda, tendo em vista o exaurimento das esferas administrativas sem que tal questão tenha se resolvido, o SINDICATO DOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO vem solicitar aos aludidos trabalhadores que lhe forneçam cópias dos documentos a seguir elencados, a fim de instruir demanda coletiva objetivando a restauração de sua representatividade, a obediência às cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho firmada entre o SAAE/RJ e o SEME/RJ (inclusive no que toca aos reajustes salariais) e a anulação das rescisões homologadas sob o crivo de sindicato não legitimado.

Serão necessárias as cópias da carteira de trabalho (qualificação civil, foto e contrato com a FUSVE), da cédula de identidade, do CPF, dos últimos cinco recibos salariais, da notificação de dispensa (aviso prévio) e do termo de rescisão do contrato de trabalho, que poderão ser entregues na sede do SAAE/RJ (localizada na Rua dos Andradas, nº 96, Grupo 802/803, Centro, Rio de Janeiro – RJ, CEP 20.051-002) ou nas Delegacias Sindicais de Volta Redonda (com endereço na Avenida Amaral Peixoto, nº 91, sala 501, Volta Redonda – RJ, CEP 27.253-220) e de Valença (com endereço na Rua dos Mineiros, nº 120, sala 205 – Edifício Rita Lyra – Valença – RJ).

fusve-750px

Após mediação do MPT, FUSVE tem que apresentar documentação no dia 15 de agosto

Nosso Sindicato protestou e, após mediação do Ministério Público do Trabalho (MPT), a FUSVE (Universidade Severino Sombra), com sede em Vassouras, terá que apresentar uma série de documentos relativos à representação sindical de seus funcionários. A luta do SAAERJ é para que a instituição respeite a representação sindical e os direitos de seus auxiliares de administração escolar. Segundo denúncias, a instituição resolveu tratar parte dos empregados da nossa categoria como se fossem da área de “saúde” simplesmente porque estão lotados num Hospital Universitário.

Em mediação realizada em 2 de agosto último, na sede do MPT em Volta Redonda, ficou estabelecido em ata que a Fundação deverá entregar ao SAAERJ documentação completa sobre a relação de empregados dos últimos 5 anos, bem como para onde foram recolhidas as suas contribuições sindicais, e o atual estatuto da FUSVE.

fusve-750px

SAAERJ insta Severino Sombra a respeitar a representação e os direitos de seus auxiliares de administração escolar

Nosso Sindicato enviou ofício à direção da Fundação Educacional Severino Sombra (FUSVE) para que respeite a representação sindical e os direitos de seus auxiliares de administração escolar. A instituição resolveu tratar parte dos empregados da nossa categoria como se fossem da área de “saúde” simplesmente porque estão lotados num Hospital Universitário.

A FUSVE não pode fugir ao fato de que o ensino é a sua atividade preponderante, confirmada inclusive no caso do Hospital, já que se trata de um hospital-escola e é justamente por isso que a Fundação o administra. A instituição deve respeitar a Convenção Coletiva da categoria e recolher as contribuições sindicais para o SAAERJ.

Esperamos que a Severino Sombra corrija a irregularidade. Enquanto isso, o SAAERJ já está pedindo uma mesa redonda junto ao Ministério do Trabalho para denunciar e resolver a questão.

Veja aqui o ofício do SAAERJ à FUSVE

fusve-750px

Severino Sombra tem que cumprir a CCT: pagar 11,08% de aumento mais anuênio

O insucesso nas negociações para a assinatura de um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico entre o Sindicato e a FUSVE – Fundação Educacional Severino Sombra – submete a instituição a cumprir integralmente a Convenção Coletiva (CCT) assinada pelo SAAERJ com o Sindicato Estadual das Instituições de Ensino Superior (SEMERJ). Isso é o que determina o Art. 611 da CLT.

A própria FUSVE, em ofício ao SAAERJ, preferiu usar a CCT 2016, firmada com o SEMERJ a partir de mediação no Ministério Público do Trabalho, como parâmetro para o reajuste salarial, ali estabelecido em 11,08%. O Sindicato então, diante do insucesso das negociações por um ACT melhor, já encaminhou à FUSVE a íntegra da Convenção Coletiva dos auxiliares de administração escolar empregados no Ensino Superior.

ANUÊNIO

Taurus e Severino Sombra também têm mesas redondas no dia 31

Também na próxima 4ª feira, dia 31 de agosto, logo após a Mesa Redonda com a empresa Masan Serviços Especializados, acontecerão as mediações com a empresa Taurus Services Ltda., às 10h, e com a Fundação Educacional Severino Sombra – FUSVE, marcada para as 11h, todas elas na sede da Superintendência do Ministério do Trabalho no Rio de Janeiro, no centro da cidade.

Com a Taurus, o assunto  também é o Acordo Coletivo de Trabalho, já que a empresa não apresentou proposta passível de aceitação pela Diretoria do SAAERJ. Buscamos a continuação das negociações, visando a melhoria da oferta salarial para que possa atender às necessidades dos trabalhadores.

No caso da Mesa Redonda com a Fundação Educacional Severino Sombra – FUSVE, a proposta feita pela instituição, consignada em ata de 20 de julho, foi rejeitada pela categoria profissional em Assembleia realizada no dia 1º de agosto último, na sede da própria Fundação em Vassouras (RJ). Trata-se, portanto, de reabrir as negociações em busca de avanços que atendam aos anseios da categoria.

SAAERJ rejeita contraproposta da Severino Sombra e marca Assembleia para 1º de agosto. Participe!

No dia 20 de julho, foi realizada a reunião de Mediação com a Fundação Severino Sombra. A Instituição, indo contra o que fora solicitado pela categoria como reajuste salarial de 11,08%, repondo assim toda a perda inflacionária da categoria dentro da vigência do acordo de 2015, formulou contraproposta de reajuste de apenas de 4 a 5% no limite, com a garantia de manutenção do quantitativo de funcionários até a próxima data-base da categoria, sem a ocorrência de demissões em massa ou diminuição sensível no quadro de funcionários.